Unidade: Moema Central de Agendamento: (11) 5052-5995 (Seg. a Sex. das 8h às 18h)

HIV e Câncer: qual é o risco?

HIV e Câncer: qual é o risco?
Autor(a): Clínica Oncocenter
Saiba mais

O vírus do HIV, vírus que se desenvolve para Aids, se não tratado, é um dos assuntos mais pesquisados cientificamente. É verdade que a Ciência avançou muito no diagnóstico e tratamento, sabemos como é possível evitar esse contágio, mas ainda há margem para muitos avanços médicos no assunto. Mas como o HIV/Aids pode se relacionar com o câncer? O que pacientes oncológicos podem fazer para evitar esse contágio e como se proteger do desenvolvimento do HIV para Aids?

Existe relação entre câncer e HIV/Aids?

Um estudo feito pelos pesquisadores da Case Western Reserve University mostrou que pessoas soropositivas têm mais chances de serem diagnosticadas com câncer e também de falecerem por conta da doença. 

A princípio, uma das teorias apontadas para a resolução desse estudo é de que muitas pessoas com HIV não sabem que têm o vírus. Outro é que como o vírus enfraquece o sistema imunológico para que este não possa combater infecções virais, podem enfraquecer a ponto de deixar o corpo mais suscetível para o surgimento do câncer. 

Quais são os cânceres mais comuns para pacientes oncológicos?

O câncer pode atingir um organismo de diversas formas e se desenvolver de uma forma muito específica para cada um, por isso é importante estarmos atentos e fazer os exames médicos com frequência. Mas, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), os cânceres mais presentes em pessoas com HIV/Aids são:

  • Sarcoma de Kaposi;
  • Linfoma de Burkitt;
  • Câncer do colo do útero;
  • Linfoma de Hodgkin;
  • Câncer anal;
  • Câncer testicular;
  • Melanoma.

O que fazer para evitar esse contágio com o vírus do HIV/Aids?

O paciente oncológico tem um sistema imunológico, naturalmente, mais debilitado por conta da doença e também pelos tratamentos realizados. Por isso, cuidar da sua saúde é fundamental e prevenir o contágio deste vírus é essencial. Como? A transmissão pode ocorrer por:

  • Contato com sangue infectado;
  • Uso de agulha/seringa já utilizada por alguém infectado;
  • Transfusão de sangue contaminado;
  • Instrumentos cortantes não esterilizados;
  • Transmissão vertical: transmitida de mãe para o bebê pela placenta, parto e/ou amamentação;
  • Relação sexual sem preservativo. 

Por isso é importante que você tome cuidados básicos para preservar sua saúde. Certifique-se que as agulhas de exames, tatuagens e procedimentos sejam sempre descartáveis, tome cuidado com objetos cortantes, faça seus testes frequentemente e use camisinha. 

Em caso de dúvida, procure um médico especialista e siga o passo a passo para cuidar da sua saúde e qualidade de vida.

ONA

Endereço:

Moema:

Av. Indianópolis, 394 – Moema
São Paulo/SP – CEP: 04062-000

Contatos:

Unidade Moema - (11) 5052-5995
Comercial/Faturamento/Autorizações - (11) 4801-5200
Whatsapp/Call Center (Confirmações de Consultas e Solicitações) - (11) 95070-2845
Atendimento de Seg. a Sex. das 8h às 18h

Quero conhecer a estrutura da Oncocenter

Agende uma visitaQuero saber mais sobre os serviços

Deseja agendar uma consulta?

SimNão