Unidade: Moema Central de Agendamento: (11) 5052-5995 (Seg. a Sex. das 8h às 18h)

Quais são os principais cânceres que as mulheres desenvolvem?

Quais são os principais cânceres que as mulheres desenvolvem?
Autor(a): Clínica Oncocenter
Saiba mais

O corpo humano tem características únicas em relação ao gênero e isso se reflete entre cânceres que as mulheres desenvolvem e os que os homens têm. Quando falamos do corpo feminino, por exemplo, além do formato, há a existência de hormônios específicos e maior probabilidade de casos de doenças. É natural que essa taxa seja diferente da taxa masculina para alguns tipos de câncer, por exemplo. 

Por falar em câncer, são muitas as variedades que podem surgir de acordo com partes do corpo e até mesmo outros fatores como: hábitos de saúde e idade. Segundo a Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica os tumores mais comuns entre mulheres são: câncer de mama, colorretal, colo de útero, pulmão e estômago. 

Câncer de Mama

No Brasil, só no ano de 2016, foram mais de 57 mil novos casos. O Instituto Nacional de Câncer, o Inca, recomenda que o início da rotina de rastreamento, com exames como a mamografia, tenha início entre 40-50 anos. Afinal, quando a doença é detectada precocemente, 90% dos casos têm chance de cura. 

Câncer colorretal

O Inca, também em 2016, estimou que tenham surgido mais de 17 mil novos casos desse tipo de câncer em mulheres no país. Apesar de ser um tumor muito ligado a fatores genéticos, hábitos de vida como obesidade, sedentarismo e muito associado à dieta (consumo de carnes vermelhas/processadas em excesso, por exemplo), seus sintomas também precisam de atenção especial: dor abdominal, alteração do hábito intestinal e eliminação de sangue nas fezes – mas em muitos casos não há sintomas claros no início da doença, dificultando o diagnóstico e tratamento. O exame que ajuda no diagnóstico e prevenção é a colonoscopia – que permite identificar a lesão. 

Câncer de colo do útero

No país são mais de 16 mil mulheres diagnosticadas com esse tipo de câncer em 2016. A doença pode ser evitada com o uso adequado da vacina contra o HPV – indicada para meninas na faixa etária dos 9 aos 13 anos. Outra forma de prevenção é o exame Papanicolau realizado com periodicidade em mulheres que já têm a vida sexual ativa, entre 25 e 65 anos. Como a doença é “lenta”, o exame pode ser repetido a cada três anos, desde que os dois últimos tenham apresentado um resultado normal. 

Não há sintomas iniciais, mas a evolução do quadro pode causar sangramento vaginal intermitente, secreção vaginal anormal e dor abdominal associada a queixas urinárias ou até mesmo intestinais em casos mais avançados. 

Câncer de pulmão

O Brasil registrou em 2016, segundo o Inca, cerca de 10 mil casos de câncer de traqueia, brônquios e pulmões entre as mulheres. Apesar de ser um dos mais agressivos, é um dos mais fáceis de ser evitado – pois o principal fator de risco é o tabagismo. Entre os principais sintomas estão: tosse (que pode vir acompanhada de sangue), dores no peito, espirros e perda de peso não intencional. O problema é que os sintomas só aparecem quando o caso está avançado, dificultando o tratamento e a cura. Por isso, mantenha distância do cigarro e tenha hábitos saudáveis. 

Câncer de estômago

Segundo o Inca, aproximadamente 7 mil novos casos de câncer de estômago surgiram em 2016. Como não apresenta sintomas específicos, precisamos ficar alertas em alguns sinais, como: perda de apetite e de peso, fadiga, sensação de estômago cheio, vômitos, náuseas e desconforto abdominal frequente. Mas vale destacar: os sintomas podem indicar uma doença “benigna” como gastrite, esofagite, úlcera etc, ou um câncer no órgão. 

De qualquer forma, o ideal é que você procure um médico especialista ao apresentar um ou mais sintomas e faça os exames para checar se está tudo certo com a sua saúde. 

Com saúde não se brinca e é muito importante que tenhamos responsabilidade e atenção ao perceber qualquer alteração no nosso organismo, além de manter hábitos saudáveis como: prática frequente de exercícios físicos, alimentação balanceada e saudável e controlar os níveis de estresse. 

Mantenha suas consultas médicas em dia e não deixe de fazer seus exames. 

ONA

Endereço:

Moema:

Av. Indianópolis, 394 – Moema
São Paulo/SP – CEP: 04062-000

Contatos:

Unidade Moema - (11) 5052-5995
Comercial/Faturamento/Autorizações - (11) 4801-5200
Whatsapp/Call Center (Confirmações de Consultas e Solicitações) - (11) 95070-2845
Atendimento de Seg. a Sex. das 8h às 18h

Quero conhecer a estrutura da Oncocenter

Agende uma visitaQuero saber mais sobre os serviços

Deseja agendar uma consulta?

SimNão